Avós da Praça de Maio anunciam que encontraram neto 128, desaparecido durante ditadura na Argentina

Neto se chama Marcos e desapareceu em 1976 junto com a mãe, vivendo com identidade trocada por 42 anos

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

As Avós da Praça de Maio, na Argentina, anunciaram nesta sexta-feira (03/08) que encontraram o neto número 128, desaparecido durante a ditadura militar no país (1976-1983).


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Em uma entrevista coletiva de imprensa, a organização celebrou a identificação de outro neto. “Marcos viveu durante 42 anos com identidade trocada e é filho de Rosario Carmen Marcos Ramos. Nasceu em San Miguel de Tucumán, onde ambos foram sequestrados quando a criança tinha apenas cinco meses de vida”, afirmou o grupo.

Um dos irmãos de Marcos, Ismael, afirmou que o “reencontro foi fabuloso”, e aproveitou a ocasião para compartilhar uma fotografia dele com a mãe. Outro irmão, Camilo, manifestou “agradecimento infinito” às avós pelo trabalho de reencontrar os familiares vítimas da ditadura militar.

Operação Condor: Montoneros sequestrados no Peru por agentes da Argentina passaram pelo Brasil, diz documento

Macri diz que inflação da Argentina deve chegar a 30% em 2018; tarifa da energia também vai subir

Vigílias, pressões e lenços verdes: Argentina se prepara para votação de descriminalização do aborto no Senado

 

Reprodução/Facebook

Estela de Carlotto (ao centro) anuncia recuperação de neto 128

“Seguiremos lutando por todos os netos que nos faltam encontrar”, disse a presidente da organização, Estela de Carlotto. Segundo ela, a identificação de outro neto só foi possível por conta da obtenção de dados novos, aos quais nunca haviam tido acesso.

“Como veem, somos poucas avós aqui, somos quatro. O resto já não está, ou está doentinha. Mas, com nossa equipe incansável de jovens que nos ajuda a seguir caminhando, enquanto tivermos vida, seguiremos buscando as centenas de netos que ainda faltam”, disse Carlotto.

“Nossos netos e netas podem estar em qualquer rincão. Qualquer informação, por insignificante que possa parecer, pode ser que resulte na peça que faltava para algum deles”, afirmou.

(*) Com teleSUR

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias