Victor Chaves, tetracampeão* do Ecad

Entre os 20 maiores arrecadadores, 12 compõem o gênero musical sertanejo

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Pelo quarto ano consecutivo, Victor Chaves, da dupla Victor & Léo, é o campeão de arrecadação por direitos autorais, segundo o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição). Em 2011, com dois hits potencializados na voz de Paula Fernandes, “Não Precisa” e “Sem Você”, o compositor ficou mais uma vez à frente de Sorocaba (da dupla Fernando & Sorocaba), Roberto Carlos, Herbert Vianna, Nando Reis e Caetano Veloso. Nas cinco regiões brasileiras, ocupou as primeiras ou segundas posições nos relatórios trimestrais do escritório – a única exceção foi no período de fevereiro a abril, quando ficou em quinto lugar em arrecadação no Norte.

Segue o ranking dos 20 primeiros:
1º) Victor Chaves;
2º) Sorocaba;
3º) Roberto Carlos;
4º) Erasmo Carlos;
5º) Thiaguinho;
6º) Nando Reis;
7º) Herbert Vianna;
8º) Humberto;
9º) Djavan;
10º ) Zezé di Camargo;
11º) Gusttavo Lima;
12º) Paula Fernandes;
13º) Caetano Velloso;
14º) Cesar Augusto;
15º) Rick;
16º) Zé Henrique;
17º) Elias Muniz;
18º) Rodriguinho;
19º) Luan Santana;
20º) Euler Coelho.
Fonte: Ecad

Quem observou a lista acima, percebe algo que quem ouve rádio popular já está cansado de saber: os sertanejos estão em todas. Entre os 20 maiores arrecadadores, 12 compõem para esse gênero musical. Thiaguinho e Rodriguinho, expoentes do pagode, e artistas, digamos, “mais da MPB” como Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Nando Reis, Caetano Veloso e Djavan também estão, ano após ano, entre os principais criadores de composições de sucesso, sempre segundo o Ecad. (clique aqui para ver a lista completa compilada por FAROFAFÁ).

O tetracampeão do Ecad figura sempre entre os três maiores arrecadadores por regiões (na somatória de 12 meses), sendo que é campeão no Centro-Oeste e no Nordeste. No Sul e no Sudeste, com gostos parecidos, o reinado é de Sorocaba, mas sempre acompanhado de perto pelo compositor da dupla Victor & Léo. Destaque para Roberto Carlos e Erasmo Carlos, ainda fazem a cabeça das populações ribeirinhas da Amazônia, assim como os habitantes das capitais do Norte brasileiro. Gusttavo Lima, outro ídolo sertanejo, já é o terceiro em arrecadação no Centro-Oeste, a região que serve de vitrine para o gênero musical.

A lista completa é curiosa, porque revela aparentes contradições no sistema arrecadatório do Ecad. Sharon Acioly, autora do estrondoso sucesso “Ai, Se Eu Te Pego”, está apenas na 81ª posição. A música que virou um hit-chiclete na voz de Michel Teló é apenas um fenômeno de internet? Uhm… Segundo informações do site do Ecad, a arrecadação de direitos autorais é feita sobre a execução pública de músicas sobre um universo de 418 mil cadastros, chamados de “usuários de música”.

Vale aqui o testemunho de um músico, crítico das engrenagens do sistema das gravadoras. Emicida, em entrevista ainda inédita para Pedro Alexandre Sanches, afirmou: “Ganhei R$ 0,56 de direito autoral do YouTube. De 3 em 3 meses vem, já devo ter ganho uns R$ 2.” Somando apenas duas músicas do rapper, “Então Toma” e “Rua Augusta”, lançadas no ano passado, são mais de 2,2 milhões de exibições dos respectivos videoclipes. E, claro, ele não está entre os 200 maiores arrecadadores do Ecad.

PS: esta lista não indica que Victor Chaves foi o que mais arrecadou dinheiro no ano de 2011. As cifras monetárias dos artistas não são divulgadas pelo Ecad. A compilação feita por FAROFAFÁ se baseou nas posições em que eles ocuparam nos rankings trimestrais nas cinco regiões brasileiras.

(*) divulgamos inicialmente que Victor Chaves havia sido tricampeão do Ecad, mas na verdade, como diria Galvão Bueno, “é tetra, é tetra, é tetra”. Obrigado aos leitores que nos chamaram a atenção para o erro.

Texto publicado originalmente no Farofafá.
 
Assine a revista Samuel. Apoie a imprensa independente.

15 de março de 2015, dia da mentira

 
Licença CreativeCommons: Atribuição CC BY

Outras Notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias