Brasil

Migrante cidadão: crianças vítimas de ataque em Pacaraima recebem apoio de brasileiros

1

Logo após o ataque dos brasileiros contra os migrantes e refugiados no dia 18 de agosto, pelos menos 20 dessas meninas e meninos moravam com seus pais no abrigo improvisado no palco de shows e eventos Micaraima, quando foram expulsas pelos manifestantes. Organização teve que resgatar meninas e meninos perdidos das mães no dia do protesto contra venezuelanos em Pacaraima na fronteira de Roraima com a Venezuela.

A governabilidade impossível: livro de Paulo Cannabrava está disponível em pré-venda

0

O Brasil vivencia um período eleitoral sem precedentes na história do país. O político que lidera as pesquisas eleitorais é um ex-presidente que está preso e o segundo é um militar que flerta com o fascismo. Assim, o livro de Paulo Cannabrava Filho “A governabilidade impossível” é um convite para olhar para o passado e entender como chegamos até aqui.

Do Facebook à campanha real: os dilemas da eleição de 2018

0

Ao final da primeira semana de campanha constatamos que o nível de ativação do Facebook está bem aquém daquele esperado por analistas até recentemente. As restrições impostas pela rede a partir da eclosão do escândalo da Cambridge Analytica, inclusive com a perseguição e banimento de sites produtores de fake News, parece ter diminuído sensivelmente a atividade política entre os usuários. Dito isso, os candidatos continuam usando o Facebook, a rede social mais popular do Brasil, para fazer campanha.

Kenarik Boujikian: Quem deveria guardar a Constituição a viola, é preocupante

0

Em entrevista concedida a página do MST, Boujikian fala sobre a atuação do Judiciário e sobre como sua seletividade afeta a democracia do país. “Só vamos poder falar em retomada da democracia quando construirmos uma sociedade mais igual. Quando isso for realidade poderemos, enfim, dizer que há democracia no Brasil.

Getúlio Vargas morreu, mas não entregou a Petrobras aos donos do poder

0

A semana final deste agosto de 2018 pode não estar carregada das expectativas da semana final de agosto de 1954, há mais de sessenta anos, mas já apresenta sinais de que a história, antes vivida como tragédia, repete-se agora, muito como farsa, mas também como desafio e oportunidade.

Pinheiro-Machado: De Lula a Bolsonaro, como entender o voto das periferias?

1

O que fez com que “uma grande parcela” da população brasileira e, mais especificamente, de Porto Alegre, passasse de uma adesão ao lulismo para uma identificação com o bolsonarismo? Compreender esse fenômeno tem sido o tema de estudo das pesquisadoras Rosana Pinheiro-Machado e Lúcia Scalco. Essa motivação, explica Rosana, surgiu em “uma roda de conversa” realizada com os estudantes no final de 2016, a qual “demonstrou que muitos jovens achavam as ocupações coisa de vagabundo.

Golpe foi dado porque estávamos sendo vitoriosos na luta contra subdesenvolvimento

1

O golpe foi dado porque estávamos sendo vitoriosos na luta contra o subdesenvolvimento e na organização de uma sociedade menos injusta, mais solidária. O grande instrumento, o pólo de desenvolvimento, era a Petrobrás, com seu apoio à indústria naval e com a exigência de conteúdo nacional nos produtos de seus fornecedores.

25 dias de greve de fome: será necessário que alguém morra para STF ouvir o povo?

1

Hoje completam 24 dias que militantes ligados a diversos movimentos sociais brasileiros realizam uma greve de fome em frente ao Superior Tribunal Federal, reivindicando que sejam colocadas em votação as ações que questionam a legalidade da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Há 64 anos Getúlio Vargas se suicidava para parar o golpe. Como pará-lo novamente?

0

Em um dia como hoje, há 64 anos, Getúlio Vargas se suicidava, com um tiro no coração, para parar um golpe. Conseguiu adiar por dez anos a sanha entreguista dos setores mais antinacionalistas e anti-povo deste país.

Ruralistas pedem suspensão dos processos de demarcação de terras indígenas e quilombolas

1

Em reunião com o ministro da Justiça, representantes da CNA entregam ofício, assinado também pela FPA, solicitando suspensão de todos os processos demarcatórios iniciados a partir  de 2007, inclusive, de ribeirinhos e outras comunidades rurais, mesmo em terras da União.

O comandante do Exército brasileiro pergunta: Defesa para quê?

4

“Defesa para quê?” Com esse título o comandante do Exército brasileiro, general Eduardo Villas Boas, discorreu, longamente porém não tão precisamente, em artigo publicado na página editorial do Estadão do último sábado (18).

Militantes completam três semanas em greve de fome pela liberdade de Lula

0

Militantes de movimentos populares brasileiros que reclamam do Supremo Tribunal Federal (STF) que faça justiça e liberte o ex presidente Luiz Inácio Lula dá Silva completam hoje três semanas em greve de fome.

Na disputa presidencial, o discurso que legitima o feminicídio

0

Abordar crimes por motivação de gênero, orientação sexual e racismo como “normais”, iguais a qualquer outro assassinato, é invisibilizar as dimensões mais nefastas desses crimes. É assim que o fascismo também opera, normalizando o ódio, os preconceitos e as discriminações

Brasil “se obriga” a cumprir decisão da ONU sobre Lula, diz Paulo Sérgio Pinheiro

0

O diplomata Paulo Sérgio Pinheiro, ex-ministro de Direitos Humanos no governo Fernando Henrique Cardoso, afirmou que o Estado brasileiro deve acatar a decisão do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas anunciada nesta sexta-feira (17) que reafirma os direitos políticos de Lula como candidato. 

O que está por trás da visita do secretário de Defesa dos Estados Unidos ao Brasil?

1

Neste momento em que os governos da maioria dos países da região estão mais inclinados a se alinharem com os EUA a viagem do secretário de Defesa estadunidense tem dois objetivos principais: discutir a situação da Venezuela com uma posição clara de confronto e o estreitamento dos laços militares entre os dois países.

Desafio das esquerdas é superar o derrotismo, derrotar o golpismo e vencer as eleições

0

O desafio das esquerdas agora é superar as mágoas, as sequelas da inevitável negociação das alianças dentro do mesmo campo e focar todas as energias para nosso objetivo comum: superar o derrotismo, ganhar as eleições e derrotar os golpistas. Neste sentido, temos em Lula nosso maior aliado.

O maior fake news foi a criação do fantasma do fake news

0

O Ministro Luiz Fux – um penalista no sentido mais restrito do termo – ameaçando com o fogo do inferno os geradores de fake news, apresentado por ele como a última grande ameaça à democracia. Fux convocou Ministério Público Federal, Polícia Federal, Gabinete de Segurança Institucional e quer instituir censura prévia.

Lava-Jato e desemprego: no Brasil, crimes de traição à Pátria seguem impunes

0

Os vários jornais indicam que a indústria da construção encolheu 20%. Apontam como causa a crise econômica e os mais inconsequentes aproveitam pra botar a culpa nas administrações do PT que os magos da economia estão tentando salvar.

Desmonte e falta de investimento no SUS trazem de volta doenças evitáveis, diz médico

0

Para o professor do Curso de Saúde Coletiva da UFRGS e médico com formação em medicina comunitária Alcides Miranda, as explicações para o retorno de doenças imunopreveníveis estão inseridas em um contexto maior, de desarticulação do Sistema Único de Saúde (SUS), que atinge especialmente a rede de atenção à saúde básica.

Educação no Brasil: Bolsonaro para os pobres, Paulo Freire para os ricos

4

A elite brasileira, que adora odiar Freire, compra a peso de ouro para seus filhos o ingresso em colégios influenciados por ele. Aos filhos dos pobres, resta a disciplina escolar do século XIX.

Guerra híbrida agora se volta para eleger Geraldo Alckmin

0

O conceito de guerra híbrida foi formulado em 2010 por estrategistas estadunidenses. A guerra híbrida é, em essência, uma guerra cibernética, não apenas para a destruição de sistemas e infraestruturas. Ganha importância a guerra da informação, que privilegia o candidato escolhido pelo capital financeiro e seus aliados internacionais: Geraldo Alckmin.

Intoxicação por agrotóxicos atinge escolas e envenena crianças em zonas rurais

0

Human Rights Watch alerta para os perigos da pulverização irregular em áreas próximas a população. Segundo a legislação brasileira, a pulverização aérea de agrotóxicos deve ocorrer a 500 metros de povoações, cidades, bairros e áreas de mananciais de captação de água para abastecimento. Mas esta regra é frequentemente ignorada.

Caso Herzog: resolver a violência do passado é enfrentar a exceção do Brasil de hoje

0

No cenário em que vivemos, a memória das nossas lutas de resistência, pela ampliação de direitos, pelo combate da desigualdade social, pela necessária justiça e reconhecimento aos que se opuseram dos mais diversos meios à ditadura e ao projeto de desigualdade e violência que ela representou, é um patrimônio valioso a ser cultivado e protegido. A condenação do Brasil pela Corte Interamericana de Direitos Humanos no Caso Herzog representa uma importante vitória nessa direção.

Acesso à informação sobre o aborto legal ainda é limitado no Brasil

0

Apesar do aborto legal ser um direito das mulheres, ele é pouco divulgado e esbarra em preconceito, falta de informação e até maus tratos de profissionais da saúde que atendem as pacientes. A campanha ”Legal e Seguro” é uma tentativa de ampliar o debate sobre o aborto e assegurar que o direito da mulher seja cumprido nos casos permitidos pela legislação.

Dos mananciais secos à falsificação da cerveja: o negócio da água

0

As transnacionais que dominam o mercado de refrigerantes e cervejas, ao qual incorporaram a água engarrafada, também estão entre os grandes predadores da água. Nestlé e Coca-Cola e agora também a Ambev precisam ser investigadas e condenadas.

No Brasil, cresce a resistência ao movimento Escola sem Partido

0

Movimentos semelhantes ao Escola sem Partido estão se espalhando em outros países. Como no caso do Peru, do Equador e do Chile. A versão em espanhol do movimento a favor da censura nas escolas do Brasil é chamada de “Con Mis Hijos No Te Metas”, em português “Não se meta com meus filhos”.

Caravana Semiárido Contra a Fome denuncia risco de Brasil voltar ao Mapa da Fome

1

“Nosso papel como movimentos populares é fazer a resistência, fazer a denúncia e apresentar propostas para que possamos diminuir esse risco de voltar ao Mapa da Fome e dar passos no sentido de eliminar, de uma vez, essa desgraça que é a fome. Entrevista especial com Cícero Felix.

Projeto Escola Sem Partido: quando o interesse privado sufoca a esfera pública

0

É preciso combater o Escola Sem Partido, mas não apenas os projetos de lei. É preciso combater também o seu discurso e discutir que educação, que escola e que sociedade queremos. É preciso lutar por uma educação democrática. Precisamos de uma educação que combata os discursos de ódio e que seja voltada para o respeito aos direitos humanos.

No Brasil, morre uma criança por hora: ECA é referência, mas precisa ser aplicado

0

Considerado modelo de lei para a garantia de direitos na infância e juventude, o Estatuto da Criança e do Adolescente, mais conhecido como ECA, completa 28 anos neste mês de julho. Ariel de Castro Alves, coordenador da Comissão da Infância e Juventude do Condepe-SP, comenta os 28 anos do Estatuto.

A entrega da Embraer: uma (má) novela geopolítica

0

Por que, afinal, o atual governo brasileiro é tão incapaz de agir de modo minimamente comprometido com o interesse nacional? Esperemos que as eleições presidenciais restabeleçam a democracia no Brasil e que a entrega da Embraer – e tantos outros absurdos deste desgoverno – seja desfeita.

A privatização do sistema de saúde e o desmonte do SUS

0

O mercado não quer regulação, ele quer o mercado livre, porque, do contrário, os planos de saúde não podem rescindir os contratos, não podem reajustar seus preços de acordo com o que querem. E o pior é que a ANS está capturada 

“Qualquer voz subalternizada que se levante é voz utópica”, diz Conceição Evaristo

0

Existem várias formas de pensar uma utopia, algumas muito distantes da nossa realidade, outras nem tanto. “Uma forma de utopia é ter uma mesa de um festival internacional composta por dois negros”, interpretou o Pastor Ariovaldo Ramos dando início ao debate “Utopia”, que encerrou o Festival de mesmo nome, realizado na cidade de Maricá, no Rio de Janeiro.

Notas de conjuntura pré-campanha eleitoral: uma visão à esquerda

0

A esquerda mais à esquerda terá tanta chance de influenciar nos acontecimentos quanto mais força social e organização de base devidamente articulada e fazendo sentido com a maioria, estes setores puderem incidir. A campanha eleitoral formal ainda não começou, mas a luta antifascista não espera soar o gongo para entrar no ringue.

Nestas eleições, esquerda deve debater a fundo o projeto de política externa do Brasil

0

No Brasil, as questões relativas à inserção internacional do país normalmente não têm centralidade nos debates e programas eleitorais. Ao contrário dos temas atinentes à política econômica, educação, saúde, segurança pública etc., a política externa ocupa espaços secundários, muito restritos, nos discursos eleitorais.

“Política foi demonizada para acabar com participação popular”, diz presidente da CUT

0

Em entrevista ao Sul21, Freitas avalia os impactos da Reforma Trabalhista após um ano de aprovação, além de refletir sobre a própria organização do movimento sindical. “Houve a extinção do direito ao trabalho. O que temos hoje não é emprego. É ‘bico’”, aponta.

Setor repudia MP de Temer que entrega filé do saneamento à iniciativa privada

0

A privatização do saneamento básico defendida por Temer é questionada até pela ONU. Nos últimos 15 anos, mais de 180 cidades, em todos os continentes, remunicipalizaram o serviço que não funcionou sob comando privado.

Laura Carvalho: “Política econômica é dominada por interesses particulares”

1

Um passo para frente, um para o lado e um para trás. Essa é a dança da economia brasileira que a economista Laura Carvalho descreve no livro “Valsa Brasileira: do boom ao caos econômico”, lançado em maio e que ficou na lista dos mais vendidos do País, com mais de 10 mil exemplares comercializados.

A ressaca do golpe e a política que inviabiliza a reorganização nacional

0

O rol dos crimes da súcia que tomou de assalto o governo  na ressaca do impeachment — instrumento de um golpe de Estado bem mais profundo do que sugerem as aparências — registra a cada dia uma nova  façanha. É o coroamento de uma política de terra arrasada cujo objetivo é  inviabilizar a reorganização nacional que pode emergir das eleições de outubro próximo como um clamor, se os deuses do Olimpo  imperscrutável finalmente se apiedarem deste país falho em lideranças, pobre de sonhos e temente do futuro.

Editorial | Proibido privatizar sem o aval do Congresso: Por fim, a volta do bom senso

2

Ricardo Levandowiski, juiz do Supremo Tribunal Federal (STF), a mais alta corte de justiça do país, determinou proibir o Poder Executivo de privatizar empresas e recursos estatais sem autorização do Pode Legislativo e sem licitação prévia.

Passeata dos 100 mil contra a ditadura completa 50 anos; relembre o estopim do ato

0

26 de junho. Neste dia cerca de 100 mil pessoas marcharam calmamente pelas ruas da “cidade maravilhosa”, na maior manifestação oposicionista desde a implantação da ditadura militar em 31 de março de 1964. Marchando juntos estavam estudantes, professores, intelectuais, artistas, clero progressista e os assalariados urbanos, que tiveram grande papel no conflito ocorrido alguns dias antes.

“Parem de nos matar”: sobre a dor da morte de Marcus Vinicius e a necropolítica no Brasil

0

No governo golpista de Michel Temer, em fevereiro do corrente ano tivemos, via medida provisória Nº 821, publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de fevereiro de 2018 a criação do Ministério da Segurança Pública. A nova pasta tinha por objetivo, a integração das ações governamentais na área do combate à violência.

O mercado surtou nesta terça; 20 fatos sobre a conjuntura de azar em que vivemos

1

Terça-feira, 19 de junho, o tal do mercado parece que entrou em surto psicótico. No mundo! Colocamos números na sequência dos fatos, sem nenhuma razão cronológica ou de importância. Apenar para facilitar o entendimento.

Editorial | A quem servem os escândalos midiáticos e a nova disparada do dólar?

0

Quando a mídia faz escândalo em torno de algum tema, fiquemos de olho, porque algo mais está por trás. Há que perguntar sempre: quem se beneficia? E lembrar do velho ensinamento dos mestres do jornalismo: corra atrás do dinheiro que você descobre.

Por que ofender os jericos? Tendo ferrovias desenvolvidas, Brasil optou por rodovias

4

Um pouco de história ajuda a compreender o presente e a construir o futuro. Vejam se não é coisa de ofender jericos: o governo elegeu o transporte viário, ou seja, veículos que queimam combustíveis de origem fóssil, rodando sobre asfalto, também de origem fóssil.

Quer saber de quem é a culpa pela crise dos combustíveis? Pergunte ao FHC

2

O Brasil viu, atônito, uma greve de caminhoneiros parar o país. A crise gerada pela mobilização causou uma grave instabilidade no país, derrubou o então presidente da Petrobras, Pedro Parente, colocou em xeque a política de preços da estatal e quase fez cair Michel Temer, o ilegítimo.

Petróleo e crise política: Temer não caiu. Fortaleza dele ou fraqueza da oposição?

1

A revista virtual Diálogos do Suldecidiu procurar os porquês desta crise do petróleo e tenta, em uma série de artigos que iniciamos nesta terça-feira (5), explicar os fenômenos que deixaram o país à beira do caos.

Editorial: Finalmente temos uma greve política

0

Arre! Até que enfim temos trabalhadores mobilizados numa greve política. Pois são reivindicações políticas tanto a paralisação dos caminhoneiros como a dos petroleiros. E não vamos esquecer dos professores, invisibilizados pela mídia.

Política de preços da Petrobras só beneficia os Estados Unidos, denunciam engenheiros

0

Na avaliação da Aepet, a alta dos combustíveis, que tem gerado revolta na população, e motivou o protesto que está paralisando as estradas do país, é resultado de uma política na gestão da Petrobras que tem como fundo beneficiar os Estados Unidos.

José Dirceu: Subestimamos a direita e politizamos pouco a sociedade

0

Apesar da convicção de que seria preso em breve, José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil no governo Lula e um dos principais formuladores políticos do Partido dos Trabalhadores (PT), se mantinha calmo quando recebeu o Brasil de Fato, na segunda-feira (14), para a última entrevista formal que daria antes de ter sua prisão determinada pela segunda vez

A União está quebrada em todos os sentidos e, em todos, por irresponsabilidade

2

A União está quebrada em todos os sentidos e, em todos, por irresponsabilidade. A irresponsabilidade na administração pública levou à quebra o Tesouro Nacional, ou seja, as contas a receber e a pagar do governo. Em termos empresariais, isso significa que o Estado faliu e deve mais de R$ 4 trilhões, quase 80% do PIB.

130 anos de uma abolição inacabada: Lei Áurea libertou, mas abandonou as pessoas

0

Conservadora e curta, com pouco mais de duas linhas, a Lei nº 3.353, a chamada Lei Áurea, decretou, no dia 13 de maio de 1888, o fim legal da escravidão no Brasil. Mas se a escravidão teve seu fim do ponto de vista formal e legal há 130 anos, a dimensão social e política está inacabada até os dias atuais. Essa é a principal crítica de estudiosos e militantes dos movimentos negros à celebração do 13 de maio como o dia do fim da escravatura.

Comparato: “Temos duas Constituições e uma democracia incompleta no Brasil”

0

Desde 1824, pouco depois que se instaura a independência do Brasil, o país passa a ser regido por duas Constituições e isso atravessa toda a monarquia e os períodos de regime republicano, chegando aos dias de hoje. É o que acredita o jurista Fábio Konder Comparato.

“Intolerância religiosa é perversa, é o povo preto atacando a si mesmo”, diz socióloga

0

“A população das igrejas evangélicas (e grande parte dos católicos, também) é de pessoas pretas, pobres e periféricas. Assim, o que vemos é muito perverso, pois se trata do povo preto atacando o próprio povo preto”. O questionamento é feito pela socióloga Simony dos Anjos em entrevista.

O crime do padre Amaro: Defender a vida e o direito à terra para os camponeses

0

Já se vão trinta dias de mais uma prisão injusta no Brasil. Seria apenas uma estatística, afinal, isso é mais regra que exceção. Mas, para os lutadores sociais do Pará e de toda a região Norte, o preso em questão não é só um número. Ele tem nome, sobrenome e trabalho junto aos empobrecidos. É o padre Amaro, cujo pecado cometido não tem nada a ver com o do romance do Eça de Queirós.

Luto e luta: a vida após o incêndio no edifício Wilton Paes de Almeida, em SP

0

As famílias que sobreviveram ao incêndio estão em barracas e colchões ao ar livre, em frente a igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, no Largo do Paissandu, a poucos metros do edifício.