Caderno C

 

Apoie a Diálogos do Sul

Caderno C
0

“Elogio da Serenidade”, Norberto Bobbio e a utopia do Homem Sereno

O homem sereno, na verdade, é uma utopia. Porque sempre o comportamento humano é ditado pelo consciente. A Consciência no sentido psicológico. E o homem não conhece a si próprio. E por mais que a ciência avance muitos atos praticados pelos seres humanos talvez só possam ser explicados pela psicanálise.

#NósSóQueremosJustiça
0

Direito ao aborto: a Onda Verde se espalha pela América Latina

Mega-mobilização argentina pró aborto legal repercute em diversos países e desafia leis repressoras. Despertar feminista pode sacudir predomínio conservador na região — onde apenas Cuba, Uruguai e Guianas respeitam direito de decidir Por Fabiana Frayssinet | Tradução: Inês Castilho, via Vermelho A rejeição do Senado argentino ao projeto de descriminalização do aborto não deteve um movimento latino-americano que já está nas ruas e se expande, de forma cada vez mais articulada, entre as organizações de mulheres da região – que…

Caderno C
1

A filosofia do Bem Viver é a única forma de superar o neoliberalismo, diz Alberto Acosta

O economista equatoriano, professor da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais e espécie de “porta-voz” da filosofia do “Bem Viver”  contou um pouco sobre a construção desse novo matiz de pensamento político, que nasce no seio das comunidades tradicionais no mundo e compreende todas as formas de vida sob o mesmo conjunto de direitos fundamentais. Juliana Gonçalves, via Brasil de Fato Em passagem pelo Brasil na última semana, a convite do 15ºCongresso Mundial do Lazer que ocorreu…

Caderno C
0

Hans Ertl: o cineasta que escalou a nona montanha mais alta do mundo

O personagem de Hans Ertl é um dos mais curiosos na história do cinema na Bolívia. Nós que trabalhamos com cinema sabemos, e os vinculados à Guerrilha do Che também conhecem o vínculo, mas o grosso de desmemoriados e ignaros deste país não têm ideia de quem era ele. Alfonso Gumucio.

Brasil
0

Do Facebook à campanha real: os dilemas da eleição de 2018

Ao final da primeira semana de campanha constatamos que o nível de ativação do Facebook está bem aquém daquele esperado por analistas até recentemente. As restrições impostas pela rede a partir da eclosão do escândalo da Cambridge Analytica, inclusive com a perseguição e banimento de sites produtores de fake News, parece ter diminuído sensivelmente a atividade política entre os usuários. Dito isso, os candidatos continuam usando o Facebook, a rede social mais popular do Brasil, para fazer campanha.

Caderno C
0

Queimaram nossa história, mas queriam ter queimado cada um de nós. O que virá agora?

Rui da Cruz Jr. é arqueólogo e funcionário do Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, o museu que a incúria de um poder público apodrecido apagou da história. As duas bibliotecas queimadas, possuíam acervos de livros raros e documentos com registros de nossa História, inigualável. Agora, irrecuperável. Neste pequeno texto, ele resume o que qualquer brasileiro deve estar sentindo quando lembra que o Museu mais importante do país tinha um orçamento mensal igual à…

Caderno C
0

Golpe 2.8: Incêndio do Museu Nacional e a história do anti-indigenismo desde 1967

O Museu Nacional que guardava a história dos Povos Indígenas no Brasil ardeu em chamas da queima de arquivo em 2018 como o Ministério da Agricultura em 1967. Por quê isto ocorreu? Já ocorreu isto antes na história do Brasil? Sim! Vamos aos fatos. Via o Indeginista Na época da demarcação do do Parque Indígena do Xingu pelo Serviço de Proteção ao Índio – SPI, em 1961, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi criada pelos…

Comportamento
0

“Tem existido resistência das mulheres negras lésbicas das quebradas”, diz ativista

Cinthia Abreu, da Marcha Mundial das Mulheres, diz que a luta contra a lesbofobia tem partido das periferias. “Tem existido uma resistência muito interessante das mulheres lésbicas das quebradas e das periferias. Uma nova forma de fazer política, de denunciar”. Por Camila Salmazio, via Brasil de Fato No universo lésbico, o aumento do ódio não tem ficado apenas no discurso em redes sociais. Mulheres lésbicas que tentam viver suas sexualidades de forma natural e optaram por…

Comportamento
0

Mulheres etíopes lutam para erradicar mutilação genital feminina no país

Maltratadas, violadas, mutiladas, silenciadas, ignoradas…, milhares de mulheres etíopes enfrentam o desafio de mudar o status quo que sempre legou a elas um papel inferior e levantam a voz para reafirmar seus direitos.

#NósSóQueremosJustiça
0

#MeToo: Nos EUA, camponesas e empregadas domésticas denunciam assédio sexual

O movimento #Metoo se converteu em uma plataforma para que mulheres de todas as procedências compartilhassem suas próprias histórias nas redes sociais. No entanto, para diversas fontes, o desafio dessa ou de qualquer outra iniciativa contra a violência sexual no local de trabalho está em ir além dos problemas das mulheres brancas e de classe média ou alta. Martha Andrés Román* Elas carecem da fama de uma estrela de Hollywood e seus conflitos são muito menos…

Amyra El Khalili
0

Barbara G. Walker: o estupro nosso de cada dia e as manifestações do poder masculino

O estupro é como um castigo; é o nosso “mea culpa” por termos nascido mulher. Por Amyra El Khalili* Por mais de 30 anos desenvolvi atividades de danças étnicas árabes com diversos grupos de mulheres, que se mesclavam por crenças, cor e região. Conhecida no Ocidente como sedutora, a dança do ventre, entre outras danças árabes, mexe com o imaginário masculino e, nos corpos femininos, provoca sensações e despertares. O que parece ser deslumbrante entre…

Carolina Vásquez Araya
0

Segredos sob a cúpula: crimes do clero não são novos, mas estão fazendo notícia

Os delitos cometidos por membros do clero passaram durante séculos sob a vara do secretismo mais hermético. Pelo simples fato de pertencer a uma comunidade amparada por um halo de espiritualidade, virtude e autoridade moral – o arquétipo de toda instituição de caráter religioso – os fatos vergonhosos de abuso sexual, político, social, laboral e econômico têm sido calados com a cumplicidade da sociedade, mas também tolerados pelos sistemas de justiça, em cujas corte recém…

Caderno C
0

Entre a gramática e a vida, não confundamos a língua com o patriarcado e o machismo

Quando no dia 16 de julho passado circulou no El País de Madrid uma entrevista ao diretor da Real Academia Espanhola, Dario Villanueva, este artigo já estava escrito por outros motivos: entre eles, a realidade cotidiana e o desgosto que por e-mail expressou ao autor uma leitora a respeito do comentário que apareceu em -La Jiribilla— que recordaremos mais adiante – em uma nota do próprio articulista publicada neste órgão. Luis Toledo Sande* A vida…

Caderno C
0

Desmemoriados: uma peça boliviana de teatro que resvala na memória interessada

Alfonso Gumucio* Tenho a certeza de ter escrito isso antes: fazer teatro na Bolívia é coisa de loucos. Talvez não tenha dito com essas mesmas palavras, mas acho que ensaiar uma obra 30 vezes para representá-la só cinco ou seis vezes, não é sensato. Nessa equação se confrontam duas atitudes contrapostas: por um lado, o desejo (heróico) que os autores, diretores e atores de teatro têm de se expressar, e por outro, a indiferença…

Caderno C
1

Depoimento Exclusivo: Golpe de Vista

“compramos o impeachment pra vender o brasil: criminalizamos as esquerdas; expomos a podridão corrupta da direita; revelamos a crosta hipócrita dos centrões partidários, massificamos e narcotizamos até a banalidade as tais “manifestações de rua” e, e, e julgavamos… ….ter aberto o caminho para a “nova política” dos baby face na era do neoliberalismo high tech…mas, epa! tem algo estranho!….muito inoportuno…tem algo dando errado…acho que erramos na dose do desmanche… …acordamos bestas extremistas e neo-fascistas para…

América Latina
0

Argentina: Mulheres venceram debate do direito ao aborto. Não foi ontem, será amanhã

O Senado argentino rejeitou o projeto de lei que legalizaria o aborto. O tema mobilizou milhões de mulheres. A luta moveu a Câmara dos Deputados, que aprovou a proposta. A jornalista Mariana Carbajal, uma das líderes do movimento no país, escreveu, horas depois da votação, este balanço emocionado, no “Pagina 12” (M.L.)

Caderno C
0

Uma aposta audaz na dança: Inverno ou as 10 formas de sentir frio

A audaz coreografia de Ernesto Ortiz Mosquera em sua criação Inverno, baseada em um dos quatro concertos das Quatro Estações, de Antonio Vivaldi –O Inverno, com seus 3 movimentos- ofereceu, em suas primeiras apresentações, um espetáculo de dança cuja complexidade e harmonia cênica representaram um desafio interessante para um público pouco acostumado aos desafios. Carolina Vásquez Araya* Muitas vezes consideramos normal rechaçar o novo, desprezando com esse gesto conservador a abertura para sensações e conhecimentos…

Caderno C
0

Foro de São Paulo: O intelectual tem que ser um combatente

No Palácio de Convenções de Havana durante o XXIV Encontro do Foro de São Paulo, de 15 a 17 de julho, foram debatidas as problemáticas culturais da região e os novos mecanismos de guerra de que são vítimas os países latino-americanos. Yerelys Gil Cuervo* O debate abordou a difícil e definitiva batalha cultural que trava a esquerda socialista e a necessidade de reencontrar o saber da História na tradição dos povos, nas culturas autóctones e…

Caderno C
0

Mostra Mundo Árabe: diretor de A Palestina Brasileira participa de encontro no CCBB-SP

O diretor do documentário “A Palestina Brasileira”, Omar Barros Filho, participará, na programação da 13ª Mostra Mundo Árabe de Cinema, de um encontro com o público, nesta sexta feira, dia 10, no CCBB-SP (veja abaixo). A Mostra está em cartaz até 27 de agosto. O filme integra a sessão Diálogos Árabes-Latinos, que reúne filmes realizados na América Latina com temática voltada à imigração árabe, aos países da região e sua relação com o Brasil e outros países…

Comportamento
0

O recurso do terror contra indocumentados nos EUA: dar asas aos racistas

Algo mudou do governo do Obama para o de Trump e foi o recurso do terror contra indocumentados nos EUA; o palavreado fascista e machista de Trump deu asas aos racistas que não são apenas os caucasianos, mas todo aquele que se crê superior: e aí entram asiáticos, negros endinheirados, europeus, latino-americanos direitistas, fascistas em geral. Ilka Oliva Corado* Nos Estados Unidos não é novo o tema do racismo nem o da xenofobia; dizem os…

Caderno C
0

Q’eswachaka, a última ponte inca mantém comunidades unidas

Durante o Império Inca, também conhecido como Tawantinsuyo, os povos peruanos  desenvolveram uma ampla rede de estradas e pontes para melhorar a comunicação no extenso território. Por Gabriela Garcia Calderon Orbe, Global Voices* De todas as pontes que existiam naquela época, a única que resta é a Q’eswachaka ou Queshuachaca (literalmente, “ponte de corda” na língua quíchua) que se estende por uma estreita passagem sobre o rio Apurímac, na província de Canas, localizada na região sul de Cusco. A Q’eswachaka é feita de ichu, uma fibra típica do planalto andino. Por mais de…

Caderno C
0

Boaventura de Sousa Santos: Os conceitos que nos faltam

Direitos Humanos, Democracia, Paz e Progresso terão se transformado em biombos para ocultar um mundo cada vez mais desigual, violento e alienado? Mas como superá-los? Por Boaventura de Sousa Santos | Imagem: Linda Ramsay, Homem, Lua, Binóculos Os seres humanos, ao contrário dos pássaros, voam com raízes. Parte das raízes estão nos conceitos que herdamos para analisar ou avaliar o mundo em que vivemos. Sem eles, o mundo pareceria caótico, uma incógnita perigosa, uma ameaça desconhecida, uma jornada insondável.…

América Latina
0

Oxfam esmiúça machismo entre jovens da América Latina e Caribe

Focado exclusivamente em jovens, entre 15 a 25 anos, o estudo ‘Rompendo Padrões: Transformar imaginários e normas sociais para eliminar a violência contra as mulheres’ analisa a violência machista entre jovens de oito países: Bolívia, El Salvador, Colômbia, Cuba, Guatemala, Honduras, Nicarágua e República Dominicana. Por Tatiana Carlotti, da Carta Maior* A Oxfam lançou, na última semana (25 de julho), importante contribuição ao combate à violência contra a mulher na América Latina e no Caribe. Focado…

Caderno C
0

60 anos da Bossa Nova e os boçais novos

quem acreditou no amor no sorriso e na flor? tt Catalão* – sim, acreditamos em um projeto d nação onde um barquinho vai e a tardinha cai – – não era espuma sobre o ventre da besta latente q se formava era gentileza à flor da pele, apenas – – mas eis q um despertar amargo, sob sucessivos golpes, asfixia o país das ternuras em fúria, mentira e crime – – o cantinho e o…

Caderno C
0

Ocupação artística em SP promove reflexão e diversão sobre a cultura boliviana

Com visitação gratuita, o projeto consiste em uma ocupação artística que visa contribuir com a visibilidade da população boliviana na cidade, promovendo reflexões por meio de atividades interativas e exposições. Por Amanda Louise, no Migramundo A feira que toma a Praça Kantuta aos domingos na região do Pari, em São Paulo, é símbolo da comunidade boliviana na capital, com atrações musicais, gastronômicas e artesanais. E até o dia 4 de agosto a essência dessa feira será levada…

Caderno C
0

Flaco Tournier, imagem por imagem

O “Flaco” Walter Tournier é uma lenda do cinema de animação da América Latina. Tanto, que o cineasta uruguaio parece um dos personagens que anima, com seu grande sorriso, seus olhos saltados e sua estatura que trata de dissimular como se estivesse a ponto de passar por um umbral mais baixo.

Caderno C
1

Com Conceição Evaristo, ABL pode ter quadro de membros mais diverso da história

Em 2018, Conceição Evaristo pode se unir ao grupo de “imortais” que hoje consiste em um homem negro, cinco mulheres e 33 homens brancos e ser a primeira mulher negra na ABL; entidade fundada em 1897 tem sido domínio quase absolutamente masculino e branco e chegou a contar com regra no regimento interno para a exclusão de mulheres

Carolina Vásquez Araya
0

Livros, esses pequenos universos onde às vezes nos perdemos

Algumas das lembranças mais poderosas de minha infância têm a ver com livros. Nasci em uma casa onde abundavam e de pais cujas preocupações, muito distantes do conteúdo das leituras de suas filhas, nos davam total liberdade. Carolina Vásquez Araya*

Brasil
0

Frei Betto| Depressão brasileira: qual o projeto de país que almejamos?

Depressão é termo polivalente. Aplica-se ao desnível da estrada e à crise econômica. Outrora a medicina a denominava melancolia. Estado de desalento, desânimo, desesperança. Eis o clima do Brasil hoje. “Numa terra radiosa vive um povo triste”, escreveu Paulo Prado em “Retrato do Brasil”. Frei Betto* Não é para menos. O desemprego atinge quase 14 milhões de pessoas; a reforma trabalhista de Temer retirou direitos conquistados; o pré-sal é vendido a estrangeiros; o PIB recua;…

TT CATALÃO Caderno C
0

A “canalha” não descansa…Terrorismo biocida e o sequestro do Brasil

BIOCIDA é uma forma de terrorismo e suicídio q envenena a vida para aumentar lucros, mascarar PIB e drogar multidões… (um parlamentar q vota a favor do biocídio mata a própria família) …os mais recentes ataques do Congresso Nacional ao flexibilizar a liberação de agrotóxicos e cercear a agricultura biológica , revelam a profundidade do retrocesso desse GOLPE… …aqui continua ruço sob o comando ilegítimo da gang q sequestrou o brasil – limão com…

Caderno C
0

A atualidade de Marx para a classe trabalhadora

É difícil escolher, entre tantos, apenas um aspecto da elaboração teórica ou da prática política de Karl Marx, 200 anos depois de seu nascimento, que justifique a afirmação de sua atualidade. Afinal, vivemos em tempos nos quais a humanidade se vê cada vez mais dominada pela lógica destrutiva das mercadorias, em que as desigualdades sociais chegaram a um ponto tal que apenas oito capitalistas se apropriam de tanta riqueza produzida por homens e mulheres quanto…

Caderno C
0

Editoras independentes e PUC-SP realizam quarta edição do Salão do Livro Político

O Brasil pós-golpe de 2016 é o foco da IV edição do Salão do Livro Político. Crise, eleições, cenário econômico, censura e ciências, fake news e os 30 anos da Constituição de 1988 versus o atual protagonismo do Poder Judiciário são alguns dos assuntos das mesas. O evento começa nesta segunda-feira (18) e vai até a sexta-feira (21) na PUC-SP

Caderno C
0

Silvio Tendler lança “Dedo na Ferida” que discute o poder do sistema bancário

O cineasta Silvio Tendler, autor de sucessos como “Os Anos JK”, “Jango” e “O Mundo Mágico dos Trapalhões”, acaba de lançar no Rio de Janeiro seu décimo longa documental, “Dedo na Ferida”. A estreia em São Paulo, onde o filme participa da mostra competitiva da Mostra Ecofalante, acontecerá dia 21 deste mês. Mesma data de Porto Alegre. A reportagem é publicada por Revista do Cinema* “Dedo na Ferida” foi eleito o melhor documentário pelo júri…

Caderno C
0

Nem todos os fogos são de artifício…

…junho promete… Vanderlei Dos Santos Catalão* …uma copa bestial; um desgoverno abestado; mídia-judiciário-empresas “arrependidos” por terem alimentado a besta; bolsões de boçais pedindo intervenção militar; o pmdbosta de sempre aliado do falido q se acha psdbest…besteiras com ares soft e cult; bastas desgastados; bestificado consumo; ….não adianta enfeitar com bandeirinhas, nem disfarçar o quentão pq a fogueira q arde não é a de são joão… …cumpre-nos declarar por dever de ofício: nem todos os fogos…

Caderno C
5

Por que uma Copa do Mundo na Rússia? Os interesses por trás do Mundial de clubes

Faltam 10 dias para que a bola comece a rodar sobre o gramado do grande Estádio Desportivo do Complexo Olímpico Luzhniki, que durante a época comunista era o Estádio Central Lenin de Moscou. Oitenta mil torcedores e espectadores estarão presentes na inauguração do primeira Copa Mundial organizada por um país da Europa Oriental.

Caderno C
0

Margarita Carrera: um legado literário de luxo para um país que se debate na pobreza

Desafiante e decidida a romper paradigmas, Margarita Carrera integrou um grupo de excelência ao obter seu diploma de bacharel em Letras na Universidade de São Carlos de Guatemala, primeiro, e depois ao ingressar à Academia Guatemalteca da Língua, deixando sua marca nesse fechado círculo de intelectuais.

Caderno C
3

Editorial: Morreu Quijano, o grande mestre do livre pensar

Aníbal Quijano nos deixou na última quinta-feira (31), mas permanecerá na galeria dos mais expressivos pensadores latino-americanos. Eterno como instigador mor do pensamento crítico, da busca por uma filosofia e uma ética fincada na latinidade-americana. Mais americana que latina, mais quéchua, aimará ou guarani que qualquer dos idiomas dos conquistadores europeus. Latinidade para Quijano é colonialidade que precisa ser decolonizada. É a busca da libertação do pensar, no entendimento de que a liberdade é possível…

Alfonso Gumucio
0

“Não sei, não lembro”: García Meza, o ditador boliviano que perdeu a memória

As novas gerações sabem pouco sobre o ditador boliviano García Meza (julho 1980 – agosto 1981). Talvez tenham escutado que foi o responsável pelo assassinato do Marcelo Quiroga[1] e dos dirigentes do Movimento da Esquerda Revolucionária (MIR) massacrados em uma casa da Rua Harrington. Ou das negociatas de La Gaiba e o tráfico de cocaína. Alfonso Gumucio* Inclusive para as pessoas do MAS que governam atualmente, García Meza é demasiado remoto. Eles não lutaram contra…

Carlos Russo Junior
0

Sociedades de consumo: Alguns dos dilemas da democracia nos dias de hoje

“O fato é que uma sociedade de consumo não pode absolutamente saber como cuidar de um mundo e das coisas que não pertencem de modo exclusivo ao espaço das aparências mundanas, visto que sua atitude central ante todos os objetos, a atitude do consumo, condena à ruína tudo o que toca.” (H.Arendt). Carlos Russo Jr.* Nas sociedades democráticas contemporâneas a liberdade foi perdida em meio a um sistema que deixou de representar os anseios dos…

Crônicas
0

Um percurso pelas ideias de Karl Marx, esse gigante da história

O que é que a humanidade deve a ele? O que é que os trabalhadores devem a Karl Marx? Muito. Sem suas ideias, sem a pressão desencadeada por essas ideias, os trabalhadores não teriam direitos sociais, nem haveria a esperança de uma nova sociedade socialista, sem exploração do homem pelo homem. Jorge Rendón Vásquez* Há duzentos anos, Karl Marx nasceu em Trier, uma pequena cidade da Alemanha, às margens do rio Mosel e perto do rio…

Comunicação
0

Morreu Alberto Dines para quem a “Mídia não é espetáculo”

A morte do jornalista Alberto Dines vai remeter ao seu testemunho profissional, humano e artístico que fundou no Brasil um jornalismo além das letrinhas impressas: Dines era comprometimento, artífice da língua, operador de linguagens e combatente da dignidade em uma profissão de risco (hoje, quase em extinção) lutava pelo fim do contraditório na mídia, o excesso mercantilista que faz do veículo produto e assim condiciona a notícia a mera mercadoria. tt Catalão* Recebemos muito da…

Cultura
0

A revolução é cultural e florescerá nos desertos e subúrbios da América Latina

A gente pode ter essa ideia de amor romântico com a América Latina e falar da torrente de seus rios, das frondosas selvas tropicais, do colorido do folclore; a gente pode se enamorar perdidamente dos céus de outono e da névoa da primavera, mas a América Latina, além de senti-la também é preciso pensá-la a partir da análise sociopolítica e cultural. Uma América Latina que seja sentida em cada poro da pele, mas também no…

Caderno C
0

Fazer um livro artesanal é estar fora do sistema, diz Ilka Corado sobre sua editora

A escritora guatemalteca Ilka Oliva Corado, colaboradora da revista virtual Diálogos do Sul residente em Chicago, anunciou seu novo projeto: uma “editora artesanal”. Seu nome é Ilka Editorial. Consiste na edição e encadernação de seus próprio livros, utilizando recursos básicos, com o único objetivo de aproximar seus livros do leitor.

Carolina Vásquez Araya
0

Predadores sexuais: “Papai, por que você me odeia?”

As crescentes revelações de casos de violação de bebês obrigam-nos a reagir. Os predadores sexuais são sujeitos normais, respeitados socialmente, amparados pelo sistema. Carolina Vásquez Araya* Algo muito ruim sucede com a espécie humana quando pais, irmãos, professores, líderes espirituais ou simples vizinhos são capazes de violar. Mas algo muito mais perverso se revela diante das agressões sexuais perpetradas contra seres tão indefesos como bebês, meninas e meninos em seus primeiros anos de vida. Corpos e…

Cartaz do Filme Jukus Caderno C
0

Filme “Jukus” retrata intolerância e violência nas regiões mineiras da Bolívia

Não podia deixar passar a primeira projeção de Jukus (2018), de Rubén Pacheco outro esforço entusiasta daqueles que caracterizaram sempre o cinema boliviano. Trata-se de um filme honesto e digno, “imperfeito” no bom sentido, o de Julio García Espinoza. Alfonso Gumucio* Sempre senti o impulso do ver filmes bolivianos, e não o digo como primeiro historiador de nossa cinematografia, nem como crítico de cinema com quatro décadas a meia de exercício, nem como cineasta. Eu o…

Conceição Evaristo, escritora Caderno C
1

“Se é direito, quero concorrer”, diz Conceição Evaristo sobre Academia Brasileira de Letras

Apesar de escrever e contar histórias desde sempre, Conceição Evaristo diz que se viu escritora quando teve seu nome publicado pela primeira vez nos Cadernos Negros, do Quilombhoje, nos anos 1990. Aos 44 anos, no poema Vozes-Mulheres, ela ecoava vozes ancestrais do passado e de sua descendência sobre a vida de mulher negra no Brasil. Fernanda Canofre, no Sul21 A minha voz ainda ecoa versos perplexos com rimas de sangue e fome. Inaugurava ali o…

Argentina
0

O que o patriarcado deve a Evita Perón

Não há Perón sem Evita. Nem Perón nem o Peronismo existiriam sem Evita Perón. Evita é a poesia da rebelião dos povos. Ilka Oliva Corado* A história tem sido ultrajada desde a idade da humanidade por seres patriarcais, misóginos, homofóbicos, racistas, classistas, xenofóbicos, e no caso particular da América Latina, seres de mentes colonizadas têm se encarregado de invisibilizar mulheres como Evita, que nunca aceitaram o jugo patriarcal e jamais dormiram sob o ronrom das delícias…

Caderno C
0

10 de Maio: Dia do Público e do Cineclubismo!

Hoje, 10 de maio, o movimento cineclubista internacional celebra em todo o mundo o Dia do Público! João Baptista Pimentel Neto* Diretamente vinculada à Campanha Mundial Pelos Direitos do Público, a criação e celebração desta efeméride resultou de proposta apresentada e aprovada pela FICC – Federação Internacional de Cineclubes pelo cineclubista brasileiro Felipe Macedo durante o VI EIAC / Encontro IberoAmericano de Cineclubes, organizado pelo CNC – Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros em maio de 2010, em Atibaia (SP), dentro da programação…

Caderno C
0

Documentário “O veneno está na mesa 2” questiona impacto do consumo de agrotóxicos

Diante da polêmica sobre as mudanças na Lei dos Agrotóxicos, propostas pela bancada ruralista, é fundamental assistir ao documentário “O Veneno Está na Mesa 2”, do cineasta Silvio Tendler, que joga luz e esclarece muitas questões relacionadas ao tema.

Caderno C
0

Ano eleitoral: vamos debater a corrupção e os maus costumes

Ano eleitoral. Moralidade, a corrupção, é tema principal, dizem pesquisas. E repetem candidatos a presidente, governos, legislativos. E juízes, procuradores… Bob Fernandes* Muitos recebem auxílio-moradia mesmo morando na cidade onde trabalham… Enquanto punem a imoralidade alheia. O que é certo ou errado, correto ou não? O que deve ou não ser respeitado em nome do bem comum? Esse debate deve mirar autoridades, obviamente. Mas não só. E não só, no topo dos maus costumes, a…

Caderno C
0

A loucura de Diego Rísquez, pioneiro do cinema venezuelano

Em sua loucura, eu achava Diego Rísquez parecido com Klaus Kinski (alter ego de Werner Herzog) em Aguirre ou em Fitzcarraldo (e em outros de seus desmesurados filmes) porque tratava como ele de vencer grandes barreiras para plasmar a aventura ou o caminho percorrido em filmes transcendentes. Alfonso Gumucio* Sempre pensei que Diego Rísquez estava possuído por uma febre de grandeza. Enquanto os demais “superoiteiros”— cineastas pioneiros do Super 8 como instrumento para fazer cinema…

Caderno C
1

Inteligência Artificial: a grande revolução do século 21

Há dez anos observávamos que “enquanto as universidades inventavam robôs que se parecem cada vez mais aos seres humanos, não só pela inteligência comprovada, mas também por suas habilidades de se expressar e perceber emoções, os hábitos consumistas nos estão transformando cada vez mais similares aos robôs” Jorge Majfud* Na semana passada, publicamos umas breves reflexões sobre “A grande crise do século 21”. Um problema menor é que nos acusem de dramáticos, grandiloquentes ou apocalípticos.…

Caderno C
0

Um adeus à fotógrafa e cineasta boliviana Julia Vargas

Julia Vargas era minha amiga há mais de cinco décadas, dessas amizades que se herdam dos pais. O meu costumava me contar com admiração a história dos jovens socialistas, Jorge Bartos e Juan Barga, que chegaram à Bolívia para ficar e se converteram em empresários de sucesso. Alfonso Gumucio* A respeito do meu artigo sobre a situação da Catalunha, Julia Vargas me escreveu: “’Estou totalmente de acordo com o teu comentário’… O tema catalão é…

Caderno C
0

Literatura: a potência política do experimentalismo latino contemporâneo

Luiz Felipe Leprevost é poeta, ator, escritor, dramaturgo e ainda canta e às vezes dança. Mas além de tudo isso, provoca quem entra em contato com sua obra. E não provoca pouco. Impulsionada por esta provocação, conversamos sobre o que esta geração de jovens escritores está fazendo e sobre como podemos “classificar” a literatura contemporânea latino-americana, se é que precisa ser classificada.

Caderno C
0

Os primatas dentro de nós: razão, emoção e o uso que fazemos de nossa inteligência

Lendo de Waal, esse vai e vem entre comportamento humano e o de outros primatas, em particular dos bonobos que no geral preferem fazer amor do que guerra, é imensamente instrutivo. Temos sempre essa forte tendência a encobrir o que há de mais podre no nosso comportamento por meio de discursos moralizantes, inclusive, como vimos, apelando erradamente para Darwin. Mas o fato é que as raízes dos comportamentos estão profundamente ligadas às nossas emoções, e aqui o paralelo com o comportamento dos primatas é muito rico. Mas é tão mais fácil insuflar o ódio!

Caderno C
4

“O maior genocídio da história”: livro conta história do massacre indígena nas Américas

O livro “O maior genocídio da história da humanidade — povos originários das Américas, mais de 70 milhões de vítimas” é resultado de quatro anos de pesquisa dos sociólogos Marcelo Grondin e Moema Viezzer. Estudos indicam que mais de 70 milhões de indígenas foram mortos durante a invasão europeia das Américas.

Caderno C
1

Cultura milenar dos palestinos é violada todo dia, diz diretor do filme A Palestina Brasileira

O documentário conta a história dessas famílias de palestinos brasileiros, como elas alimentam suas raízes e os laços que mantêm com parentes e amigos que ficaram para trás, na Palestina, vivendo hoje sob uma ocupação militar.

Caderno C
0

O dia em que García Márquez entrevistou o Nobel de Literatura Pablo Neruda; assista:

Dois dias depois de ter recebido, em Estocolmo, o Prêmio Nobel de Literatura, o poeta chileno Pablo Neruda se encontrou com seu colega e amigo colombiano Gabriel García Márquez para um bate-papo.

Caderno C
0

Na música boliviana, um clamor pelo mar que foi roubado

O mês de março nos traz a lembrança do mar, fervente de história, heroísmo civil e consciência coletiva. Este mês será memorável porque se espera a decisão da Corte Internacional de Justiça (CIJ), com sede em Haya, sobre a eterna reivindicação de por fim ao bloqueio de Chile imposto já completando 139 anos.

Caderno C
3

Averno: O melhor filme boliviano dos últimos tempos é uma viagem pela mitologia andina

El Averno era um bar feio e decadente no bairro Belén, na zona de San Pedro, creio que na travessa Belzu, perto da Rua Illampu, em La Paz, onde costumávamos ir de vez em quando para sentir-nos melhores discípulos de Jaime Sáenz. Não sei se esse era o nome porque não tinha placa. Por Alfonso Gumúcio* Lembro que para entrar havia que agachar-se para passar a pequena porta de madeira e descer um lance de…

Caderno C
0

Bel Santos Mayer: a educadora social que faz das redes seu caderno de literatura

Bel Santos Mayer, educadora social, faz do Facebook um caderno para postagens de qualidade. Ora publica fragmentos de memórias de infância, de familiares e amigos de raiz. Ora, e principalmente, usa o Face para fazer o que mais gosta: educar seu público. Por Fernanda Pompeu* Os assuntos predominantes são direitos humanos e literatura para todos. A parte dos direitos humanos vem do seu trabalho longevo no Ibeac — Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário.…

América Latina
0

Unesco reconhece ilusão e imaginário da Feira de Alasita, em La Paz, como Patrimônio da Humanidade

Há muita gente que está festejando a história de que a Festa de Alasita já é Patrimônio Mundial declarado pela Unesco. Se tivessem menos preguiça leriam o título completo da declaratória: a Unesco inscreveu na Lista Representativa do Patrimônio Imaterial da Humanidade “os itinerários rituais em La Paz durante a Feira de Alasita”, e não a própria feira.

Caderno C
0

Villa-Lobos e a música brasileira

Heitor Villa-Lobos foi o principal responsável pela descoberta de uma linguagem peculiarmente brasileira em música de arte e o maior expoente musical do modernismo brasileiro. Carlos Russo Junior* Carioca, nascido em 3 de março de 1887, filho de Raul Villa-Lobos, um músico amador, foi ele quem lhe deu as primeiras instruções e adaptou uma viola usada para que o pequeno Heitor iniciasse seus estudos de violoncelo. Aos 12 anos, pobre e órfão do pai, Villa-Lobos…

Brasil
0

Claudia Andujar, fotógrafa que dedicou 40 anos da vida à causa indígena, alerta: “só vai piorar”

Claudia Andujar denuncia ameaças de garimpeiros à Terra Indígena dos Yanomamis e ressalta importância da pressão popular Por Júlia Dolce, no Brasil de Fato Aos 86 anos, a fotógrafa e ativista Claudia Andujar continua engajada na luta pelos direitos das populações indígenas no Brasil. Com movimentos já debilitados e fala lenta que ainda guarda resquícios do sotaque suíço — nascida na então Transilvânia, Claudia naturalizou-se brasileira em 1955 — ela relembrou, em entrevista, os mais de…

Caderno C
0

Papa Francisco exorta jornalistas a praticarem um “Jornalismo de Paz”

Segundo o Papa, “o melhor antídoto contra as falsidades não são as estratégias, mas as pessoas: pessoas que, livres da ambição, estão prontas a ouvir e, através da fadiga dum diálogo sincero, deixam emergir a verdade; pessoas que, atraídas pelo bem, se mostram responsáveis no uso da linguagem”.

Brasil
0

Beija-Flor: Tropa de Elite na avenida (ou a campeã de 2013)

E o que vimos na avenida na última escola a desfilar? Uma enxurrada de problemas jogados como forma de “protesto”, mas sem uma interpretação. Quem é a “Pátria Amada”? “Somos filhos de quem”? Quando terminou o desfile de 2018 da Beija-Flor eu e meu companheiro nos entreolhamos com uma cara de “que coisa bizarra foi essa?”. Digo isso só pra marcar que o meu desconforto foi imediato. Durante o desfile, eu só conseguia lembrar do…

Brasil
1

Desfile da Paraíso do Tuiuti é um marco na história do carnaval brasileiro

“Irmão de olho claro ou da Guiné Qual será o seu valor? Pobre artigo de mercado Senhor, eu não tenho a sua fé e nem tenho a sua cor Tenho sangue avermelhado O mesmo que escorre da ferida”. (Paraíso do Tuiuti. “Meu Deus, Está Extinta a Escravidão?) Ângelo Cavalcante* Caramba… Não era só uma escola de samba; não foi apenas um enredo; não foi uma noite. O que a Paraíso do Tuiuti fez no desfile…

Caderno C
0

Centenário de Pérez Prado: “!Que rico suena el mambo!”

O Colóquio internacional permitiu conhecer mais sobre esse genial intérprete, assegurou Ulises Rodríguez Febles. “Estiveram presentes muitos dos mais importantes conhecedores do tema, entre eles o mexicano Ivan Restrepo, que ofereceu uma conferencia magistral com diversos materiais audiovisuais”.

Caderno C
0

Aberta as inscrições para o Prêmio Casa de las Américas

Para esta edição foram convocados três dos gêneros fixos desde a primeira celebração do Prêmio em 1960 (teatro, conto e ensaio), y também literatura brasileira, literatura caribenha em inglês ou creole e prêmio de estudos sobre a mulher, estes últimos nascidos décadas depois da primeira edição.

Cultura
0

Dança, identidade e guerra

No Brasil, em 1979, as danças étnicas árabes foram introduzidas pela mestra armênio-palestina Shahrazad Shahid Sharkid, que então iniciava um trabalho único no mundo, pela Raks el Chark. A meta de seu trabalho era a pesquisa e o estudo minucioso do corpo feminino pelo registro das mutações ocorridas a partir da aplicação de exercícios de sua criação.

Audiovisual
0

“Dom Hélder Câmara, O Santo Rebelde”

“Dom Helder Câmara, O Santo Rebelde” foi o documentário escolhido para o lançamento do Circuito de Exibição CNC & ABD ocorrido no dia 27 de setembro de 2005, quando foi exibido simultaneamente em 33 pontos de exibição alternativa espalhados por todo o país. João Baptista imentel Neto*

Audiovisual
0

Peru: Soberania Audiovisual

Uma das características do audiovisual que constrói soberania cultural é o exercício do direito à comunicação e a noção de que no processo de produção de um filme, o que importa é o próprio processo mais que os resultados. A perspectiva de longo prazo e a busca de linguagens e formatos próprios garante o processo e apropriação das próprias comunidades.

Audiovisual
0

Catastroika: a privatização da democracia

Catastroika: a privatização da democracia nos ajudar a entender melhor as mudanças políticas e ideológicas que direcionam os governos brasileiros desde a década de 1990. O documentário trata da privatização de setores chave da economia tais como: comunicações, energia, transportes e água.

Caderno C
0

Pagu, a Patrícia Galvão

Pagu tinha um aguçado instinto de independência. Também era dona de uma fantástica cabeça multimídia, mais de meio século antes dessa palavra fazer sentido. Pagu pensava com palavras, imagens, gestos e muita ação. Pagu desenhava, Pagu escrevia, Pagu agitava. Fernanda Pompeu*

Audiovisual
0

A vida é curta, um curta metragem de Léo Falcão

A história de um homem que precisa recuperar o amor da sua vida em menos de 15 minutos, tempo de duração do filme e prazo dado para a reconquista. Um cronômetro marca os passos do personagem. Curta metragem escrito e dirigido pelo diretor pernambucano Leo Falcão. Premiado pelo FestCine Amazônia, foi exibido no IV FAIA. João Baptista Pimentel Neto*

Caderno C
0

América Latina, rebelde e resistente

Porque a América Latina é milenar: com raiz de carvalho, guanacaste e cacaueiro. Com frutos de memória, consciência e dignidade. Mesmo que os traidores afirmem o contrário, América Latina, originária é fogo de lenha em casa de operário. É a foice, a enxada e o facão do lavrador. Ilka Corado*

Artes Plásticas
0

Rina Mamani entre a liberdade e o mercado

A mostra aberta desde quinta-feira na Galeria Altamira (San Miguel) não tem nome porque a própria Mónica é de opinião de que o que ganhou em versatilidade pode perder em unidade. Predominam as paisagens de La Paz: “Me agradam, porque há lugares que parecem de outra parte, a gente nunca termina de conhecer esta cidade.

Caderno C
1

A farsa do dia de Ação de Graças

Amparados numa história falsa, escrita pelos genocidas que invadiram estes territórios e exterminaram os nativos do norte do continente, celebra-se a cada novembro o Dia da Ação de Graças. Esse dia deveria ser lembrado como o Dia do Genocídio Caucasiano contra os nativos norte americanos. Ilka Oliva Corado*

Caderno C
0

É primavera, Madá!

Isso me fez lembrar um personagem de Jô Soares, Sebastien, “o último exilado” em Paris. Em um programa de televisão, já nos estertores da ditadura, ele ligava para sua mulher no Brasil, Madá querendo saber como estava o país.

Mercosul
0

Quilombo dos Palmares agora é Patrimônio Cultural do Mercosul

A Serra da Barriga foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1985. A região que acolhia o núcleo do quilombo, em Alagoas, ganhou agora reconhecimento internacional. Neste sábado (11), foi oficializada a certificação da área do quilombo como patrimônio cultural do Mercosul.

Caderno C
0

O encantamento do Che

Brilham seus olhos quando falo do Che, com só ver os sapatos que tinha no dia de sua captura, da pra compreender a grandeza imortal de um ser humano que era mais avançado que a época que lhe tocou viver, e que deixou tudo para ir em busca da liberdade dos povos.

Caderno C
0

Daniel Viglietti: Um cântico luminoso

Criador de “A desalambrar”, “Soledad Barret”, “Daltónico” e um sensível cancioneiro que percorreu e percorre as lutas dos povos latino-americanos Daniel Viglietti se apresentou em universidades, fazendo vibrar como sempre, as novas gerações que, apesar da má distribuição de sua obra, se maravilha e estremece.

Caderno C
0

Mensagem de Rosa Luxemburgo ao século 21

“Uma nova biografia (agora em quadrinhos) destaca Rosa Luxemburgo: a revolucionária que defendeu a liberdade com paixão, criticou a esquerda endurecida, viu potência no feminismo e nos índios e entregou-se ao amor, ao sexo e à arte”. Isabel Louveiro*

Caderno C
0

Mataram Che Guevara, mas não suas ideias

“As horas finais de suas existência em poder de seus desprezíveis inimigos devem ter sido muito amargas para ele; mas nenhum homem melhor preparado que o Che para enfrentar-se a semelhante provação”. Fidel Castro.

Crônicas
0

Quando sempre temos que usar o hífen

O Acordo Ortográfico entrou em vigor em 2009. Seu objetivo é unificar a ortografia (o modo como se escrevem as palavras) entre os 8 países que usam o português. São eles, Brasil, Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Timor Leste. Fernanda Pompeu*

#Releituras
0

O Che e outras histórias

“Como “morto em combate” ia passar o Che a história das mentiras, se o jornalista Albert Brun não tivesse visto o médico José Miranda Caso no pátio do hospital e ficar sabendo que haviam matado Che algumas horas antes com uma rajada de metralhadora”. Jorge Mancilla Torres*

Caderno C
0

Convocam para os Prêmios Pensar a Contracorrente e Uma Espécie em Perigo

O Ministério da Cultura de Cuba, o Instituto Cubano do Livro, a Rede em Defesa da Humanidade e a Editora Novo Milênio, convocam para a XV edição do Prêmio Pensar a Contracorrente e à VI do Prêmio Especial Uma Espécie em Perigo.

Brasil
1

Luiza Erundina, reserva moral

Luiza Erundina saiu da prefeitura rigorosamente com a mesma renda pessoal com que entrou. Honestidade raríssima entre seus pares. Sua inteireza moral funciona como receituário para o poder das mulheres em prol de uma sociedade mais igualitária.

Caderno C
0

Corcuera taumaturgo da memória

Ler “Vida cantada. Memórias de um olvidado” de Arturo Corcuera é como uma joia a que haverá que acudir com frequência, permanentemente, porque nela não só encontramos a viva palavra do bardo, mas um panorama do que foi esse mais de meio século que abarca sua criação literária.

Cinemateca Diálogos do Sul
0

O lúcido Milton Santos

Milton Santos foi um dos maiores críticos da ditadura do pensamento único. O professor dizia que o Brasil precisava encontrar seu próprio modelo de desenvolvimento: O centro do mundo é o lugar onde se está. Sem abandonar o que somos, podemos nos tornar universais.

Caderno C
0

Comunistas, Graças a Deus…

Segundo o dicionário Houaiss comunismo é “o sistema de vida em comum em que os bens são partilhados, estando disponíveis segundo as necessidades de cada um”; preconiza a “harmônica igualdade social e econômica para todos, sendo que os bens serão distribuídos segundo as necessidades de cada um.” E menciona ainda o ensinamento “de cada um segundo sua capacidade; a cada um, segundo suas necessidades”. Anderson Loureiro* Já socialismo, pelo mesmo dicionário, é uma “doutrina de…

Crônicas
0

Graciliano Ramos assinaria o Globo?

É possível ler no Globo aquilo que Graciliano Ramos escreveu logo na abertura de Memórias do Cárcere: “Não caluniemos o nosso pequenino fascismo tupinambá; se o fizermos, perderemos qualquer vestígio de autoridade e, quando formos verazes, ninguém nos dará crédito”. Antonio Máximo*

Caderno C
0

Samih Al-Qasim e a resistência palestina

Samith al-Qasim foi sem dúvida, um dos maiores poetas da resistência palestina: sua poesia direta e apaixonada, de expressão aguda e dolorosa e de um fervor nacionalista árabe essencial, evita toda a retórica e melindres.

Caderno C
0

Garcia Lorca, um Pequeño Poema Infinito

Todas as coisas têm o seu mistério, e a poesia é o mistério de todas as coisas. Federico Garcia Lorca* Vítima da Guerra Civil Espanhola, Garcia Lorca foi mais que poeta, foi poesia. Uma Pequena Infinita Poesia. Lorca nunca ocultou suas ideias socialistas e, suas fortes tendências homossexuais. Foi ainda um excelente pintor, compositor precoce e pianista. Sua música se reflete no ritmo e sonoridade de sua obra poética. Como dramaturgo, Lorca fez incursões no drama histórico…

Alfonso Gumucio
0

A feira do livro de La Paz

Assim é a feira do livro, um animal de extraordinária inteligência e sensibilidade, acostumado a alimentar sua imaginação com sinais impressos sobre papel, que seu cérebro decodifica e converte em imagens únicas, que ninguém mais pode recriar.